Friday, March 17, 2006

Preciso sentar e jogar o lixo pra fora. Levantar e varrer o quarto, arrastar umas coisas, arrumar a estante e providenciar um guarda-roupas.

Porque as vezes é preciso ao homem parar e silenciar um pouco? As vezes é preciso remoer-se, procurar e ficar quieto. Só. Sentei o olhar sobre uma mesa do outro lado, enquanto observava as coisas com e sem forma; percorria o olhar pelo lugar.

Um conhecido me chamou pra sentar, e eu respondi não.

-Quê isso? Por que você não vai sentar?

-Porque não vai ter nada que você possa falar que vai me interessar.

O outro engoliu seco; mirou o infinito. Tornei a assistir o clipe. Saboreei minha cerveja gelada sozinho, egoisticamente. Depois, já esquecia o que houvera, e continuava apenas. Vivo.

Há momentos que a memória é melhor andar desligada. Este não é um deles.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home