Friday, February 23, 2007

Novo Genesis

I

A noção de pecado está errada.
Antes de estar errada, está apenas incompleta. Não é suficiente.

A razão nos ensina a pensar para que aprendamos.
O erro existe para nos ensinar. Quem não erra, não aprende.

O processo de aprendizado é o que nos livra do que se quer chamar de pecado.
Depois de aprendido, não precisamos guardar arrependimento.

Mas outra vez não erraremos, já que aprendemos.
Outra coisa será o vício.


II

A coisa mais medonha e triste que alguém pode pensar é:
não quero estar certa, quero ser feliz.

A felicidade é um vício, como qualquer outro.

Estar certo, aprender a estar certo, quando preciso, não é vício,
é a solução dos problemas, daqueles para os quais há solução.


III

A felicidade é uma seta acima, a tristeza é uma seta abaixo,
nós percorremos o espaço como uma onda
subindo e descendo,
e apenas quem desce fundo pode subir mais alto
e vice-versa.

Tudo é uma questão de impulso.


IV

Vícios são vícios. Quem não os tem?

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home