Friday, February 26, 2016

O Legião Urbana virou à direita?

Amanhã é o show do Legião Urbana em Manaus. 30 anos de carreira.

Escolheram fazer no Studio 5, onde Gilberto Gil tocou para uma plateia relativamente influente, porém reduzida.

Iron Maiden tocou no Sambódromo.

Scorpions, provavelmente a banda internacional favorita dos amazonenses, tocou no "Vivaldinho" (Arena Amadeu Teixeira).

Dois espaços muito maiores que a casa de shows do Studio 5.

**

O que aconteceu com o Legião Urbana, não conhece mais o seu país? Ou nunca conheceu? O autor de "Índios" parecia conhecê-lo. Dado e Marcelo não conhecem? Ou entregaram a logística para terceiros "mauricinhos"?

Por que isso me incomoda?

Porque em muitas viagens pelos interiores desse Brasilzão, sempre que possível acompanhando os eventos culturais ao lado do "povão", aprendi que há dois artistas consagrados no Brasil (talvez no rock, talvez na música em geral), pelo menos para a "juventude".

Esqueçam Chico Buarque, Gilberto Gil e Caetano Veloso.

Esqueçam Cartola, Milton Nascimento e Gonzagão.

Estou falando de Raul Seixas e Renato Russo.



E a Legião Urbana tinha que me sair com essa? Cobrar R$60 para dar um show onde não cabe quase ninguém? Por que não cobraram R$30 para lotar um espaço muito maior com o "povão" que realmente os aprecia?

Não, preferiram os riquinhos que "não gostam de pegar chuva" (já que o Sambódromo não tem teto). E que, aparentemente, também não gostam de povão.

Que decepção!




PS: Uma vez eu debatia com um cara que insitiu que conhecia o Brasil melhor do que eu. Pedi pra ele fazer um mapa com as cidades onde havia andado a pé pelas ruas, pelo menos por uma hora, e conversado com alguns habitantes locais. (Escala de avião via de regra estava descartada.)

O mapa dele até que tinha várias cidades, mas formavam um triângulo entre Brasília, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul (aliás, nunca entendi isso, já que o Rio Grande mesmo é o Amazonas).

Conhece o Brasil?

Mostrei pra ele o meu mapa. Ele nem respondeu mais. Típico.

Nossa democracia não melhoraria se aprendêssemos a admitir quando estamos errados?

(E não é por isso mesmo que os posmodernos nos ensinam enfiam goela abaixo que "não existe verdade", logo "não existe erro"?)

Lugares onde andei.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home