Friday, July 28, 2006

Ébirias Lêtaras

É difícil para mim escrever quando estou sóbrio, lúcido. Parece que as idéias não merecem ser escritas; normais demais, talvez. Mas quando estou ébrio de qualquer emoção, ou de álcool, ou qualquer outra coisa que brilhe no escuro da minha mente, aí sim, as palavras jorram com eloqüência, com vontade. A emoção precisa ser escrita, bem mais que a razão. A razão é um mero fio condutor que pode, por vezes, ser ignorado impunemente, para o bem da escrita visceral, honesta e arfante.

1 Comments:

At 1:06 AM , Blogger Rafa Pros said...

o bem da escrita visceral honesta e arfante é o que importa mesmo! Gostei!

 

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home