Friday, July 28, 2006

O ódio

O ódio em muitos momentos guiou a minha vida. Não sei se me orgulho disso, talvez tenha sabido direcionar o ódio como uma força construtiva, mas talvez devesse ter odiado menos. Hoje, quando me pego a odiar algo odioso, fico na dúvida entre o ódio simples e sincero, e o perdão, ou antes a compreensão que nos liberta da necessidade de odiar. Ora escolho um, ora outro. Ambos satisfazem impulsos diferentes, e nos servem de fôlego para seguir em frente.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home